'

Novo recorde do Facebook no Brasil: 61 milhões de usuários

Reprodução



O Facebook atinge no início desta semana a marca de 61 milhões de usuários no Brasil, um recorde. A informação é de Lauro Jardim,  colunista da revista Veja.

O crescimento da rede segue vertiginoso no país. Em junho, o site havia superado 50 milhões de usuários, isto é, de lá para cá, ganhou quase três milhões de seguidores por mês. 

Desde maio deste ano, o Brasil é o segundo país com maior número de pessoas no Facebook, atrás apenas dos EUA.

A criação de Mark Zuckerberg vive um bom momento no mundo inteiro. Em 4 de outubro, a rede ultrapassou a marca de um bilhão de usuários, índice inédito para uma rede social.

Fonte: Olhar Digital

Groupon é expulso do comitê de compras coletivas brasileiro

Por Reuters

Oferta de smartphones, tablets e celulares não homologados motivou decisão
Segundo a camara-e.net, a expulsão ocorreu após o Groupon ter continuado a ofertar a venda de smartphones, tablets e celulares não homologados, apesar de ter sido notificado duas vezes pela entidade para interromper a distribuição.
"Estas ofertas desrespeitam as normas regulatórias vigentes, previstas no regulamento (...) da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel)", afirmou a entidade, em nota.
"Mesmo após o recebimento de notificações, o site continuou publicando ofertas que violavam artigo do Código de Defesa do Consumidor e, consequentemente, o Código de Ética e Autorregulamentação do Comitê de Compras Coletivas", acrescentou.
O Groupon não pôde ser contatado imediatamente para comentar o assunto.
As companhias que integram o Comitê de Compras Coletivas, criado em junho de 2011, aprovaram e aderiram ao código de ética e autorregulamentação do setor há pouco mais de um ano. Com a expulsão, o Groupon ficará sem selo de "excelência" do comitê.
Atualmente, os sites que seguem as normas de condutas adequadas para atuação no sistema de compras coletivas são ClickOn, Cupónica, Imperdível, Peixe Urbano e Viajar Barato.
A decisão do comitê ocorre em meio à crescente fiscalização por parte de órgãos de defesa do consumidor em relação a sites de comércio eletrônico, com suspensão de atividades especialmente por conta de atrasos na entrega de produtos.
A líder do setor B2W, dona dos sites Americanas.com, Submarino e Shop Time, tem sido um dos principais alvos do Procon-SP, que recebeu 6.233 reclamações contra a empresa no ano passado, quase três vezes mais que em 2010. A maioria das reclamações envolvia falta de entrega do produto ou defeito no item adquirido.
Ainda assim, o setor vem caminhando a passos largos. No primeiro semestre, o faturamento do comércio eletrônico no Brasil somou 10,2 bilhões de reais, alta anual de 21 por cento.
Para o fechado deste ano, a estimativa da camara-e.net é de crescimento de 20 a 25 por cento, para cerca de 22,5 bilhões de reais.


Facebook estaria em testes finais do botão ‘quero’, diz agência

Por Thiago Barros

Muitos rumores sobre um suposto botão “quero” no Facebook foram divulgados na Internet neste ano. Agora, pelo visto, os boatos estão próximos de se tornarem realidade. De acordo com a agência de notícias Reuters, a rede social já está realizando parcerias com empresas para disponibilizar este novo recurso para testes em algumas timelines de empresas. A ideia é dar mais um passo rumo a um eventual e-commerce na página.

Botão novo está chegando ao Facebook (Foto: Reprodução)
Botão novo está chegando ao Facebook (Foto: Reprodução)

Mark Zuckerberg e companhia estão trabalhando com sete empresas, incluindo Pottery Barn e Victoria’s Secret, para avaliar a nova ferramenta. O “Want” (“Quero”, em português) funcionaria como uma espécie de “wishlist” (“lista de desejos”) para cada usuário. Ele iria à página da marca, veria os produtos expostos e apertaria o botão nos que mais gostasse. Assim, estes itens seriam disponibilizados em uma lista de atividades com tudo o que você quer.
“As pessoas poderiam interagir com estas coleções e compartilhar as coisas que estão interessadas com os amigos. Além disso, poderia também clicar em links externos e comprar estes produtos fora do Facebook”, diz uma nota emitida pela própria rede social.
O novo recurso, chamado de “Collections” (Coleções) pelo Facebook, permite que a empresa tenha um papel bem maior no comércio online, encorajando seu bilhão de usuários a comprarem produtos de seus parceiros. A rede social garante que não ganha nenhuma porcentagem das compras, porém o analista de mercado Colin Sebastian, da empresa Robert W. Baird, acredita que o site vai ganhar dinheiro de outras formas.
“Pensando em como a plataforma é grande e quanto engajamento ela tem das pessoas, tem muitos níveis de monetizar esta característica. O e-commerce é uma das melhores maneiras de ganhar dinheiro na Internet”, comentou.
O “Collections” está disponível para os alguns usuários norte-americanos e vai chegar, gradualmente, a 100% dos facebookers dos Estados Unidos. Ainda não há informação sobre uma possível “exportação” do serviço.

Comportamento na Web


Comportamento dos internautas no Brasil

As 100 marcas mais valiosas do mundo em 2012

Apple valoriza 129%, desbanca IBM do 2º lugar e encosta em Coca-Cola, segundo relatório anual da Interbrand 

Por Cris Simon

São Paulo - A Apple obteve uma valorização de 129% no valor de sua marca do ano passado para cá, desbancando a IBM da 2ª posição entre as 100 marcas mais valiosas do mundo, de acordo com a consultoria de branding Interbrand. A marca já encosta na Coca-Cola, que continua na 1ª posição.

O estudo, divulgado hoje, mostra a Coca-Cola na liderança pelo 13º ano seguido, mas nem por isso em uma situação confortável. Valendo 77,839 bilhões de dólars, a marca fica apenas um pouco à frente da Apple, que neste ano apresentou um valor de marca de 76,568 bilhões de dólares. 

A grife criada por Steve Jobs já havia demonstrado uma valorização de nove posições no ano passado, quando ocupou o 8º lugar, valendo 33, 492 bilhões de dólares. Em 2010 a marca ocupava a 17º posição (veja os rankings de 2010 e 2011).
Outra movimentação significativa foi a do Facebook, que entrou para o top 100 no 69º lugar, e a do Google, que mantém a 4ª posição depois de ter um aumento de 26% no valor da marca no ano passado, deixando a rival Microsoft em 5º.
Assim como no ano passado, o ranking não trouxe nenhuma marca brasileira.
Marcas de tecnologia lideram
Cinco das 10 marcas mais valiosas do levantamento deste ano são do setor de tecnologia - Apple, Google, Microsoft, Intel, e Samsung. O destaque é da Apple, que experimentou um crescimento recorde no valor da marca.
O que leva em conta
Para desenvolver o relatório, a Interbrand examina os três aspectos chave que contribuem para o valor da marca: o desempenho financeiro dos produtos ou serviços da marca, o papel que a marca desempenha ao influenciar a escolha do consumidor e o poder que a marca possui para comandar um preço premium, ou garantir os lucros da companhia.
Veja o top 20 da Interbrand e acesse o ranking completo

Google adiciona trailers ao resultado de busca de horários de cinema


Agora você pode assistir ao vídeo no YouTube sem sair da página original
.

(Fonte da imagem: Reprodução/Google)


Um dos atalhos do Google que você pode não conhecer é o de programação dos cinemas: basta digitar “cinemas São Paulo” (sem as aspas) ou qualquer outra cidade na caixa de busca para ter acesso a horários e salas das estreias da semana.
A partir de agora, o botão “Trailer” será adicionado à direita do nome dos longa-metragens. Clicando nele, uma nova janela exibe o trailer oficial para o filme em que você está interessado, tudo sem sair da página do Google. Pode parecer um atalho bobo, mas ele é capaz de poupar alguns segundos de pesquisa.
Por enquanto, a função está disponível apenas para o serviço norte-americano, mas deve chegar em breve ao Brasil.

Fonte: Tecmundo

 
Agência de Comunicação, Publicidade, Design e Web