'

10 anos de Wikipedia

Completando dez anos à frente da enciclopédia colaborativa, executivo conta quais são os planos para atingir 1 bilhão de colaboradores

A Wikipédia, a enciclopédia livre, tem cerca de 400 milhões de usuários mensais, mais de 17 milhões de verbetes cadastrados - um novo há cada seis minutos - e 273 línguas diferentes, que vão das majoritárias, como inglês e espanhol, até as mais curiosas, como latim, esperanto e inglês arcaico. O site é o quinto mais acessado do mundo, ficando atrás apenas do Google, Yahoo, Facebook e Microsoft, e é mantido por doações de voluntários. Nada mais normal para uma organização fundada sob o conceito do colaborativismo.

No auge do seu décimo ano de vida, completado em janeiro de 2011, a enciclopédia está querendo atrair mais pessoas e fará de tudo para atingir seu objetivo. Na entrevista abaixo, concedida com exclusividade para o Olhar Digital, o fundador Jimmy Wales fala sobre a trajetória do site colaborativo e conta quais são os planos para alcançar 1 bilhão de colaboradores e aumentar a comunidade no Brasil.

O que estes dez anos de Wikipédia representam para a internet?

Durante os últimos dez anos a Internet amadureceu bastante e tem crescido muito em todo o mundo. A Wikipédia faz parte desse crescimento. Hoje existem dois bilhões de pessoas conectadas à internet e mais de 400 milhões deles visitam a Wikipédia mensalmente.

Como a Wikipédia trabalha para aumentar a sua credibilidade?

Nós sempre fomos muito focados na qualidade dos artigos e a comunidade de colaboradores da Wikipédia está constantemente envolvida em iniciativas para melhorar a qualidade dos textos postados no site. Estamos muito orgulhosos do que temos realizado e as pesquisas mostram que, curiosamente, os colaboradores são mais críticos em relação ao site do que os próprios leitores.

A ferramenta de feedbacks de artigo é um recurso experimental que pode ajudar a torná-los ainda melhores. Ele permite que qualquer leitor [do idioma inglês] analise rapidamente a qualidade de um artigo. É possível avaliar o texto em sua integridade, neutralidade e legibilidade. Acreditamos que ferramentas como essa pode nos ajudar a entender se a qualidade do conteúdo da Wikipédia está mudando ao longo do tempo ou ainda pode nos auxiliar a identificar artigos que necessitam de ajustes. Os textos que tiveram baixas notas podem ser melhorados e os que receberam avaliações positivas podem ganhar mais visibilidade.

Além disso, a ferramenta de feedbacks de artigos também é uma forma de incentivar a participação de pessoas que atualmente só lêem os textos. Esperamos que estes leitores, eventualmente, passem a se tornar editores também. [É possível encontrar mais informações sobre como se tornar um editor aqui].

A que você atribui o sucesso do site?

Acho que foi uma ideia original. Nós criamos uma enciclopédia livre para todos e isso cativou e inspirou um monte de gente. E foram essas pessoas, da comunidade de editores, que fizeram a Wikipédia se tornar um sucesso.

Há uma filosofia por trás da Wikipédia. Como você a resumiria?

Sim, há um objetivo por trás da Wikipédia e estamos lutando para que isso se consolide. Queremos criar um mundo no qual as pessoas tenham livre acesso a todo conhecimento da humanidade.

A Wikipédia pretende se manter como uma organização sem fins lucrativos? Qual é a estimativa de doações recebidas?

Sim, gostamos de ser uma instituição de caridade sem fins lucrativos e estamos felizes com o modelo de doação. Para nos mantermos longe de publicidades e de possíveis influências, o nosso modelo de captação de recursos deve se manter em torno das contribuições. Contamos com centenas de milhares de pequenas doações de pessoas de todo o mundo que usam a Wikipédia. No ano passado, recebemos em média US$ 24 de meio milhão de pessoas em todo o mundo [um total de cerca de US$ 12 milhões].

O que o Brasil representa para a Wikipédia?

O Brasil representa uma enorme oportunidade de tornar a Wikipédia ainda melhor. Os brasileiros podem contribuir muito para o conhecimento global e queremos que os cidadãos do país e do mundo se beneficiem desse conhecimento. Por isso, estamos convidando os brasileiros a se juntarem a nós. O movimento da Wikipédia no Brasil é forte, mas ainda há muito trabalho a ser feito. Há muitas oportunidades para que os brasileiros contribuam, assim como há espaços para diversos temas que envolvam o Brasil, seja em inglês ou em português.

Você comentou em uma entrevista que quer convidar estudantes brasileiros a participar mais no site. Como pretende fazer isso?

Lançamos recentemente um Programa de Educação Global muito bem sucedido. Ele foi realizado nos Estados Unidos com 24 universidades e centenas de estudantes. O programa incentivou os alunos a escrever artigos para a Wikipédia ao invés de realizar os tradicionais trabalhos de faculdade. Com isso, houve uma melhora nas habilidades de escrita e de pesquisa dos alunos. Além disso, os estudantes ficaram muito mais motivados ao escrever para um público real.

Devido ao sucesso do programa, que também foi iniciado na Índia e Canadá, a ideia é levar a Wikipédia às salas de aula do Brasil no próximo ano. Alguns professores universitários da Unesp e UniRio já estão incorporando a edição de textos na Wikipédia em suas aulas. Mas, esperamos trabalhar mais estreitamente com universidades brasileiras em breve. Universitários e professores que estejam interessados em participar do programa podem contatar a Fundação Wikimedia pelo email education@wikimedia.org.

Recentemente você anunciou que doaria servidores antigos para projetos sem fins lucrativos. Como surgiu a ideia? E como está indo o projeto?

Sabemos que há muitas organizações sem fins lucrativos que precisam de coisas simples como servidores. Então, pensamos em oferecer nossos servidores antigos em nome de um bem maior. Neste momento, estamos com mais de 100 pedidos e esperamos poder entregar estes equipamentos nos próximos dois meses. [Para saber mais sobre o projeto, clique aqui].

Você divulgou que pretende atingir um bilhão de usuários até 2015. Quais são seus planos para alcançar este objetivo?

Recentemente nós criamos um planejamento estratégico, com duração de cinco anos, para levar a Wikipédia para mais pessoas. Temos um projeto de desenvolvimento agressivo que envolve tecnologia e programas de extensão. Queremos investir na criação de aplicativos que ajudem a enriquecer a experiência do usuário e crie novas maneiras de contribuição para o site. Ainda devemos tornar a edição e leitura da Wikipédia mais fácil para todos, usando um editor de textos rico em ferramentas e com interação com comunidades como o WikiLove, além de desenvolver uma versão offline do site para quem não tem acesso à internet. Também vamos investir em uma variedade de programas destinados a incentivar o crescimento da comunidade como o Programa de Educação Global, já citado anteriormente.


Fonte: Olhar Digital - Stephanie Kohn

Cinco desastres criados pelo Photoshop

Os profissionais que trabalham com photoshop muitas vezes perdem a noção de quando devem parar. Assim como plásticas em exagero podem transformar pessoas em "coisas" muitas vezes os (d)efeitos especiais ganham notoriedade pelas mágicas que são capazes de realizar. Desaparecem com umbigos, transformam mocréias em gatas (estes só para citar os mais conhecidos), e por aí vai. Aqui estão mais cinco exemplos para vocês.

Kate Middleton, a duquesa de Cambridge, é a mais nova vítima do Photoshop. O programa para retocar fotos foi criado para melhorá-las, mas nem sempre esse é o resultado.

O F5 selecionou cinco casos recentes em que o Photoshop produziu um verdadeiro desastre.

Sem marido e sem cintura

A revista britânica "Grazia" admitiu que reduziu a cintura da duquesa de Cambridge na capa da edição de 9 de maio. Segundo a publicação, isso aconteceu porque eles queriam uma imagem de Kate Middleton sozinha no dia de seu casamento. Como não havia nenhuma foto, a revista recortou o príncipe e, para não deixá-la sem um braço, criaram a imagem da capa. Com uma cinturinha digna de vespa, não de rainha.

Kate Middleton na revista e na imagem original ________________________________________________

Caetano e Gal "jovens"

A revista "Rolling Stone" aplicou na capa da sua edição de julho um estranhíssimo tratamento de imagem. Os prejudicados foram Caetano Veloso e Gal Costa. A empresária e ex-mulher de Caetano, Paula Lavigne, disse que a partir de agora vai pedir aprovação das imagens antes da publicação de fotos. Tudo para evitar o que o músico fique com cara de "político babaca", definição dela para a tal capa.

Caetano Veloso e Gal Costa ficaram novinhos em folha ________________________________________________

A magrinha da Ralph Lauren

A modelo Filippa Hamilton ficou famosa após sua imagem ser distorcida por computador para uma campanha publicitária da Ralph Lauren. Meses depois, ela contou ao mundo que seu contrato com a marca foi encerrado porque ela estava "muito gorda". A empresa alegou que Filippa "havia engordado muito e não cabia em suas roupas". Você consegue imaginar o tamanho dessas roupas?

A modelo Filippa Hamilton para Ralph Lauren, nas versões com e sem retoques de computador ________________________________________________

Jaque Khury marombada

A revista "Suplementação" colocou em sua capa a ex-BBB Jaque Khury. A imagem causou polêmica já que a moça aparece muito musculosa e bem mais morena. Na época, ela disse: "Eu não gosto de Photoshop, às vezes, exageram mesmo, mas cada trabalho tem um padrão. A publicação disse que o recurso foi usado apenas para corrigir a cor do bronzeamento e tornar os cabelos dela "esvoaçantes".

A ex-BBB Jaque Khury em foto da capa da revista "Suplementação" e em ensaio técnico no Carnaval de SP ________________________________________________

Mãozona de Kirsten Dunst

O Photoshop deu uma mãozona para a delicada atriz Kirsten Dunst. Estrela de uma campanha de perfume, Kirsten aparece nas imagens promocionais segurando um frasco com uma mão gigante.

Khury Kirsten Dunst e sua mão gigante na propaganda da Bvlgari ________________________________________________

Fonte: F5 folha.com

 
Agência de Comunicação, Publicidade, Design e Web