'

Após 25 anos, Microsoft lança novo logotipo

Empresa de Redmond apresenta seu novo logotipo antecipando um ano de muitas mudanças em seus produtos e outras novidades


Nesta quinta-feira, 23, a Microsoft lançou seu novo logotipo, "antecipando uma das ondas de lançamentos de produtos mais significativa da história da Microsoft". Conforme o post no blog da empresa de Redmond avisa, a última atualização do logotipo da empresa foi feita há 25 anos e "esse é o momento perfeito para uma mudança".
No texto de autoria de Jeff Hansen, gerente geral de estratégia de marca da Microsoft, o ano de 2012 é apontado como um "ano incrivelmente excitante para a Microsoft, pois nos preparamos para lançar novas versões de quase todos os nossos produtos. Desde o Windows 8 para o Windows Phone 8 e aos serviços Xbox, até a próxima versão do Office, você verá uma aparência comum em todos estes produtos que proporcionam uma experiência familiar e sem costura em PCs, telefones, tablets e TVs. Esta onda de novos lançamentos não é apenas uma releitura dos nossos produtos mais populares, mas representa também uma nova era para a Microsoft, logo, nosso logotipo deve evoluir visualmente para acentuar este novo começo", escreveu o executivo.
O novo logotipo da empresa, como Hansen explica, é composto de um logotipo e de um símbolo. A fonte escolhida para escrever Microsoft é a Segoe, a mesma utilizada nos produtos da empresa e em suas comunicações. Já o símbolo traz algumas heranças da marca, como se pode observar na escolha das cores (remetendo aos primórdios do Windows, óbvio), e também a vontade de representar, com a variedade de cores, o portfólio diversificado da companhia. Vale lembrar que também nesta quinta-feira o Windows 95, um dos produtos mais populares da empresa de Bill Gates, comemora 17 anos de seu lançamento. Lembra do logo?


Fonte: Tecnologia Msn


Recarregue seus gadgets via USB em menos tempo

Recarregar a bateria de um smartphone usando a porta USB do notebook é prático, mas não é rápido. Veja como ser mais eficiente.


A maioria dos smartphones, câmeras digitais, MP3 Players e outros pequenos gadgets tem uma coisa em comum: suas baterias podem ser recarregadas através de uma porta USB. Como resultado, muitos usuários recarregam as baterias de seus aparelhos plugando-os em notebooks ou desktops. É um método conveniente, mas também lento.
Isso acontece porque uma porta USB 2.0 típica consegue entregar uma corrente máxima de 500 miliampéres (mA). Mas um carregador de parede de um smartphone pode entregar 900 mA ou 1.000 mA. Como a corrente é menor num PC, o tempo de carga é maior.
Ou seja, se você quer recarregar a bateria de seus gadgets mais rapidamente, use um carregador de parede. Um carregador automotivo (daqueles plugados no acendedor de cigarros do carro) também é mais rápido que a porta USB de um PC, já que consegue entregar uma corrente entre 1.000 e 2.1000 mA.]
Carregadores de parede como este recarregam seu gadget mais rápido que a porta USB do PC

Você pode comprar carregadores de parede extras em quase qualquer loja ou site especializado em eletrônicos, e eles são baratos. Só não se esqueça de verificar a corrente máxima: prefira os modelos capazes de entregar 1.000 mA ou mais. Há modelos baratinhos que entregam a mesma corrente de uma porta USB e não são mais eficientes. E mesmo que a embalagem diga “para iPhone”, se ele tiver uma porta USB padrão irá funcionar em qualquer aparelho. 
Há uma exceção: tablets grandes como o iPad usam baterias imensas, e portanto precisam de carregadores mais potentes para recarregá-las rapidamente. O carregador original de um iPad entrega 2.100 mA, e embora você possa usar um carregador menos potente a bateria irá levar muito mais tempo para ser carregada.
Ou seja, se você está com pressa esqueça as portas USB 2.0 de seu computador e use um carregador de tomada. A não ser que você tenha um notebook ou desktop com portas USB 3.0: elas podem entregar 900 mA, ou seja, são tão eficientes quanto um carregador de parede. É mais um motivo para exigir este recurso em seu próximo PC.
Fonte: PCWORLD

Google passa a exibir resultados do Gmail nas buscas

Em um movimento de profunda integração de seus serviços, o Google passou a permitir que usuários incluam resultados de sua caixa de entrada do Gmail nas buscas feitas por meio do site do buscador.
Resultados como dados de contatos e dados de tíquetes aéreos, além de texto simples, todos oriundos dos assuntos e das mensagens são apresentados à direita do restante dos links das buscas. 
Gmail Field, capacidade do Google de mostar informações resgatadas na caixa de entrada de e-mail do usuário nas buscas comuns; ainda em fase de testes, deve se tornar padrão 

A funcionalidade, chamada Gmail Field, ainda está em fase de testes, mas é possível que usuários do Google anglófono a experimentem por meio deste link.
A ideia do Google é tornar uma "busca universal" o padrão para todos os seus usuários. O usuário terá a opção de ocultar resultados de seu e-mail.
"O Gmail é quase maior que todo o resto de nossa presença na web e continua a crescer", disse Sagar Kamdar, diretor de produtos de busca do Google ao site "The Next Web".
Kamdar disse que a expansão da busca em direção ao e-mail é "natural" para a empresa.
A medida segue a introdução da "Knowledge Graph" (barra que dá respostas rápidas), anunciada em maio e atualmente disponível para usuários do Google anglófono. 

Fonte: Folha de São Paulo - Tecnologia
 
Agência de Comunicação, Publicidade, Design e Web