'

"Black Friday" vira "Black Fraude" nas redes sociais


Piadas, queixas e dicas marcam repercussão da Black Friday brasileira nas redes sociais.

Durante a Black Friday, superpromoção desta sexta-feira (23), houve problemas de acesso em algumas lojas virtuais. 

A principal reclamação dos clientes é em relação à maquiagem de preços. Há exemplos de produtos que tiveram o preço aumentado nos últimos dias para ter um desconto maior, sendo que o preço ofertado é o regular.

No Reclame Aqui, há clientes informando que há preços ofertados maiores dos que eram praticados no início da semana.

O Procon afirma que está monitorando as reclamações sobre a megapromoção por meio dos canais de atendimento do órgão e por meio das redes sociais. 

Insatisfeitos com as promoções das lojas e com o congestionamento em boa parte dos sites participantes, os internautas começaram a chamar a Black Friday de Black Fraude nas redes sociais. O trocadilho entre "Black Friday" e a palavra "fraude" rendeu a hashtag #BlackFraude mostrando a irritação do consumidor diante da sucessão de erros.



Tuíte de Obama é a mensagem mais retuítada de todos os tempos

Às 7h30, mensagem em que Obama comemora "mais quatro anos" já atingia a marca de 538 mil retweets
Foto: AFP

O tuíte do recém reeleito presidente alcançou índices inéditos na história, já que logo após sua publicação a mensagem foi retuitada mais de 225 mil vezes e já ultrapassa a marca de 789 mil retweets.

A mesma fotografia de Barack e Michelle Obama também foi postada no perfil oficial do presidente no Facebook. E lá o sucesso também foi enorme. A foto alcançou números expressivos como 3 milhões de curtidas, 350 mil compartilhamentos e 140 mil comentários. 

A diretoria do Twitter anunciou, em uma publicação no seu blog oficial, que o dia da eleição foi o evento político da história dos Estados Unidos que mais gerou movimentação de mensagens no serviço, alcançando a impressionante marca de 31 milhões de tuítes.

O presidente Barack Obama tem mais de 22 milhões de seguidores no Twitter.



Novo recorde do Facebook no Brasil: 61 milhões de usuários

Reprodução



O Facebook atinge no início desta semana a marca de 61 milhões de usuários no Brasil, um recorde. A informação é de Lauro Jardim,  colunista da revista Veja.

O crescimento da rede segue vertiginoso no país. Em junho, o site havia superado 50 milhões de usuários, isto é, de lá para cá, ganhou quase três milhões de seguidores por mês. 

Desde maio deste ano, o Brasil é o segundo país com maior número de pessoas no Facebook, atrás apenas dos EUA.

A criação de Mark Zuckerberg vive um bom momento no mundo inteiro. Em 4 de outubro, a rede ultrapassou a marca de um bilhão de usuários, índice inédito para uma rede social.

Fonte: Olhar Digital

Groupon é expulso do comitê de compras coletivas brasileiro

Por Reuters

Oferta de smartphones, tablets e celulares não homologados motivou decisão
Segundo a camara-e.net, a expulsão ocorreu após o Groupon ter continuado a ofertar a venda de smartphones, tablets e celulares não homologados, apesar de ter sido notificado duas vezes pela entidade para interromper a distribuição.
"Estas ofertas desrespeitam as normas regulatórias vigentes, previstas no regulamento (...) da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel)", afirmou a entidade, em nota.
"Mesmo após o recebimento de notificações, o site continuou publicando ofertas que violavam artigo do Código de Defesa do Consumidor e, consequentemente, o Código de Ética e Autorregulamentação do Comitê de Compras Coletivas", acrescentou.
O Groupon não pôde ser contatado imediatamente para comentar o assunto.
As companhias que integram o Comitê de Compras Coletivas, criado em junho de 2011, aprovaram e aderiram ao código de ética e autorregulamentação do setor há pouco mais de um ano. Com a expulsão, o Groupon ficará sem selo de "excelência" do comitê.
Atualmente, os sites que seguem as normas de condutas adequadas para atuação no sistema de compras coletivas são ClickOn, Cupónica, Imperdível, Peixe Urbano e Viajar Barato.
A decisão do comitê ocorre em meio à crescente fiscalização por parte de órgãos de defesa do consumidor em relação a sites de comércio eletrônico, com suspensão de atividades especialmente por conta de atrasos na entrega de produtos.
A líder do setor B2W, dona dos sites Americanas.com, Submarino e Shop Time, tem sido um dos principais alvos do Procon-SP, que recebeu 6.233 reclamações contra a empresa no ano passado, quase três vezes mais que em 2010. A maioria das reclamações envolvia falta de entrega do produto ou defeito no item adquirido.
Ainda assim, o setor vem caminhando a passos largos. No primeiro semestre, o faturamento do comércio eletrônico no Brasil somou 10,2 bilhões de reais, alta anual de 21 por cento.
Para o fechado deste ano, a estimativa da camara-e.net é de crescimento de 20 a 25 por cento, para cerca de 22,5 bilhões de reais.


Facebook estaria em testes finais do botão ‘quero’, diz agência

Por Thiago Barros

Muitos rumores sobre um suposto botão “quero” no Facebook foram divulgados na Internet neste ano. Agora, pelo visto, os boatos estão próximos de se tornarem realidade. De acordo com a agência de notícias Reuters, a rede social já está realizando parcerias com empresas para disponibilizar este novo recurso para testes em algumas timelines de empresas. A ideia é dar mais um passo rumo a um eventual e-commerce na página.

Botão novo está chegando ao Facebook (Foto: Reprodução)
Botão novo está chegando ao Facebook (Foto: Reprodução)

Mark Zuckerberg e companhia estão trabalhando com sete empresas, incluindo Pottery Barn e Victoria’s Secret, para avaliar a nova ferramenta. O “Want” (“Quero”, em português) funcionaria como uma espécie de “wishlist” (“lista de desejos”) para cada usuário. Ele iria à página da marca, veria os produtos expostos e apertaria o botão nos que mais gostasse. Assim, estes itens seriam disponibilizados em uma lista de atividades com tudo o que você quer.
“As pessoas poderiam interagir com estas coleções e compartilhar as coisas que estão interessadas com os amigos. Além disso, poderia também clicar em links externos e comprar estes produtos fora do Facebook”, diz uma nota emitida pela própria rede social.
O novo recurso, chamado de “Collections” (Coleções) pelo Facebook, permite que a empresa tenha um papel bem maior no comércio online, encorajando seu bilhão de usuários a comprarem produtos de seus parceiros. A rede social garante que não ganha nenhuma porcentagem das compras, porém o analista de mercado Colin Sebastian, da empresa Robert W. Baird, acredita que o site vai ganhar dinheiro de outras formas.
“Pensando em como a plataforma é grande e quanto engajamento ela tem das pessoas, tem muitos níveis de monetizar esta característica. O e-commerce é uma das melhores maneiras de ganhar dinheiro na Internet”, comentou.
O “Collections” está disponível para os alguns usuários norte-americanos e vai chegar, gradualmente, a 100% dos facebookers dos Estados Unidos. Ainda não há informação sobre uma possível “exportação” do serviço.

Comportamento na Web


Comportamento dos internautas no Brasil

As 100 marcas mais valiosas do mundo em 2012

Apple valoriza 129%, desbanca IBM do 2º lugar e encosta em Coca-Cola, segundo relatório anual da Interbrand 

Por Cris Simon

São Paulo - A Apple obteve uma valorização de 129% no valor de sua marca do ano passado para cá, desbancando a IBM da 2ª posição entre as 100 marcas mais valiosas do mundo, de acordo com a consultoria de branding Interbrand. A marca já encosta na Coca-Cola, que continua na 1ª posição.

O estudo, divulgado hoje, mostra a Coca-Cola na liderança pelo 13º ano seguido, mas nem por isso em uma situação confortável. Valendo 77,839 bilhões de dólars, a marca fica apenas um pouco à frente da Apple, que neste ano apresentou um valor de marca de 76,568 bilhões de dólares. 

A grife criada por Steve Jobs já havia demonstrado uma valorização de nove posições no ano passado, quando ocupou o 8º lugar, valendo 33, 492 bilhões de dólares. Em 2010 a marca ocupava a 17º posição (veja os rankings de 2010 e 2011).
Outra movimentação significativa foi a do Facebook, que entrou para o top 100 no 69º lugar, e a do Google, que mantém a 4ª posição depois de ter um aumento de 26% no valor da marca no ano passado, deixando a rival Microsoft em 5º.
Assim como no ano passado, o ranking não trouxe nenhuma marca brasileira.
Marcas de tecnologia lideram
Cinco das 10 marcas mais valiosas do levantamento deste ano são do setor de tecnologia - Apple, Google, Microsoft, Intel, e Samsung. O destaque é da Apple, que experimentou um crescimento recorde no valor da marca.
O que leva em conta
Para desenvolver o relatório, a Interbrand examina os três aspectos chave que contribuem para o valor da marca: o desempenho financeiro dos produtos ou serviços da marca, o papel que a marca desempenha ao influenciar a escolha do consumidor e o poder que a marca possui para comandar um preço premium, ou garantir os lucros da companhia.
Veja o top 20 da Interbrand e acesse o ranking completo

Google adiciona trailers ao resultado de busca de horários de cinema


Agora você pode assistir ao vídeo no YouTube sem sair da página original
.

(Fonte da imagem: Reprodução/Google)


Um dos atalhos do Google que você pode não conhecer é o de programação dos cinemas: basta digitar “cinemas São Paulo” (sem as aspas) ou qualquer outra cidade na caixa de busca para ter acesso a horários e salas das estreias da semana.
A partir de agora, o botão “Trailer” será adicionado à direita do nome dos longa-metragens. Clicando nele, uma nova janela exibe o trailer oficial para o filme em que você está interessado, tudo sem sair da página do Google. Pode parecer um atalho bobo, mas ele é capaz de poupar alguns segundos de pesquisa.
Por enquanto, a função está disponível apenas para o serviço norte-americano, mas deve chegar em breve ao Brasil.

Fonte: Tecmundo

Facebook começará a cobrar para empresas anunciarem ofertas a seus seguidores

Facebook Offers permite que varejistas e lojistas enviem anúncios de ofertas para seus fãs; serviço será cobrado

O Facebook afirmou que vai começar a cobrar empresas para veicular ofertas promocionais em sua rede social. Com isso, transformará o serviço gratuito em um potencial gerador de receita no momento em que investidores e analistas exigem novas fontes de crescimento da empresa recém-listada em bolsa.
O Facebook lançou o Facebook Offers no início deste ano, permitindo que varejistas e lojistas locais enviassem anúncios de ofertas para seus fãs na rede social. Os usuários recebem as ofertas em suas páginas de novidades e resgatam cupons em lojas para receberem os descontos.
O serviço tem sido gratuito para os anunciantes, mas nas próximas semanas o Facebook vai cobrar pagamento de pelo menos US$ 5 sobre anúncios relacionados para promover cada oferta a uma audiência selecionada de fãs e amigos de fãs. O custo vai variar, com base no tamanho da página da empresa no Facebook.
"Eles devem conseguir cobrar uma tarifa, seja sobre uma oferta ou sobre qualquer outra ferramenta de marketing", disse Colin Sebastian, analista da R.W. Baird. "A questão é se o Facebook vai cobrar um valor apropriado dos anunciantes pelo direito de publicarem uma oferta, por exemplo, se a oferta gerar um retorno positivo."
Desde que o Facebook tornou-se empresa pública, em maio, a companhia tem sido pressionada por Wall Street para mostrar como pode transformar sua enorme rede de usuários em uma máquina de dinheiro. As ações do Facebook perderam cerca de 40% de seu valor desde a estreia.
O comércio no Facebook, conhecido como f-commerce, ainda não se materializou, parcialmente porque os varejistas têm conseguido aproveitar uma série de ferramentas gratuitas da rede para atraírem clientes. A vinculação do Facebook Offers a um serviço pago sugere que a empresa está tentando mudar isso.
"Acreditamos que isso alinha os incentivos corretamente", disse Gokul Rajaram, diretor de gestão de produtos dos negócios de publicidade do Facebook. "Os melhores resultados do Facebook Offers virão da distribuição orgânica mais distribuição paga.
Fonte: Reuters

Dia do Cabeleireiro


EMERGENTES VÃO SUPERAR EUA EM PROPAGANDA ATÉ 2014


O CRESCIMENTO DA CLASSE MÉDIA FEZ O BRASIL SE TORNAR O SEXTO MAIOR MERCADO DE PROPAGANDA DO MUNDO

TV, TELEVISÃO (FOTO: SHUTTTERSTOCK)


Os gastos com propaganda nos mercados emergentes (Brasil, China, Índia e Rússia) irá superar a quota gasta nos Estados Unidos até 2014, segundo o estudo “Reaching the connected consumer: Best practices in advertising effectiveness”, daPricewaterhouseCoopers (PwC).
De acordo com a análise da PwC, a Índia, a China e o Brasil estão passando pelo mesmo tipo de transformação econômica que nações como a Coréia do Sul e Japão experimentaram após a Segunda Guerra Mundial. A diferença é que eles estão conseguindo crescer mais rapidamente, em uma escala muito maior, principalmente porque a tecnologia está impulsionando o livre fluxo de informações e ideias.
O Brasil é hoje o sexto maior mercado de propaganda do mundo. Justamente porque vivenciou, na última década, o crescimento da classe média – 52% da população entrou nessa classe, um salto de 36% em relação à última década. Segundo o estudo, é um crescimento de 8% ao ano, o que fez surgir um novo mercado consumidor nessa classe para as empresas. 
Em 2011, os Estados Unidos gastaram mais US$ 135 bilhões com propaganda, seguidos da região da Ásia/Pacífico, com mais de US$ 130 bilhões.
Na América Latina, no ano passado, foram gastos cerca de US$40 bilhões. O Brasil gastou mais da metade desse montante só no primeiro semestre deste ano. Segundo o Monitor Evolution, software do Ibope, o país gastou US$ 21,5 bilhões (R$ 43,8 bilhões) em propaganda, um crescimento de 10% em relação ao mesmo período do ano passado.
A Casas Bahia liderou o ranking dos maiores anunciantes, posição que ocupa desde 2003. Nos primeiros seis meses do ano, a rede de varejo gastou R$ 1,68 bilhão. Logo atrás, com uma diferença de R$ 220 milhões, aparece a Unilever. As companhias já lideravam a lista no ano passado, mas a diferença entre as duas era de R$ 420 milhões. 
Fonte: Época Negócios

Muitos motivos para comemorar!

Anaceli Assis, Cláudia Braga, Jú Lobo, Graziani Riccio, Yan Bueno, Tereza Coelho , Luana Silva, Sabrina Santos
Eduardo Gomes
(não saiu na foto oficial) 
Hoje a Canopus Comunicação completa quinze anos de existência. Pensei muito em como começaria este texto sem parecer clichê; mas definitivamente não teve jeito. Não quero ficar aqui relembrando histórias de como era difícil trabalhar com discos de baixa capacidade ou sobre o surgimento da internet. Gosto de pensar no quanto aprendemos durante esses anos e como vimos mudanças na economia nacional e no mundo todo. Como é bom ser desafiado todo o tempo e vencer esses desafios. Profissionais entraram, saíram, ficaram e outras criaram raízes tão profundas que suas histórias misturam-se com a da própria agência. 
Certa vez, parei para refletir sobre as particularidades da Canopus. Uma delas é a festa de final de ano. Época em que todos têm mil compromissos e a briga por um espaço na agenda de qualquer um é valioso. Pois então, os "ex" funcionários da Canopus são os primeiros a se manifestarem em querer participar, manter contato, trocar presentes. Uma amiga me disse que isso é um case de marketing. Eu já considero que isso é espírito que traduz a Canopus.
Uma empresa que garantiu sua longevidade dentro de um mercado tão competitivo e ao mesmo tempo tão prejudicado como o da propaganda mineira.
A Canopus é uma agência valente e agradeço a cada uma das pessoas que fizeram e fazem parte de sua construção. É uma empresa que reinventa-se a cada dia.
Parabéns Canopus, pelos quinze anos de luta e pelo orgulho que sinto em dizer que esta agência tem alma. Para o mercado você tem quinze anos. Para mim, você tem quinze anos e por isso, tem toda uma vida pela frente!

Após 25 anos, Microsoft lança novo logotipo

Empresa de Redmond apresenta seu novo logotipo antecipando um ano de muitas mudanças em seus produtos e outras novidades


Nesta quinta-feira, 23, a Microsoft lançou seu novo logotipo, "antecipando uma das ondas de lançamentos de produtos mais significativa da história da Microsoft". Conforme o post no blog da empresa de Redmond avisa, a última atualização do logotipo da empresa foi feita há 25 anos e "esse é o momento perfeito para uma mudança".
No texto de autoria de Jeff Hansen, gerente geral de estratégia de marca da Microsoft, o ano de 2012 é apontado como um "ano incrivelmente excitante para a Microsoft, pois nos preparamos para lançar novas versões de quase todos os nossos produtos. Desde o Windows 8 para o Windows Phone 8 e aos serviços Xbox, até a próxima versão do Office, você verá uma aparência comum em todos estes produtos que proporcionam uma experiência familiar e sem costura em PCs, telefones, tablets e TVs. Esta onda de novos lançamentos não é apenas uma releitura dos nossos produtos mais populares, mas representa também uma nova era para a Microsoft, logo, nosso logotipo deve evoluir visualmente para acentuar este novo começo", escreveu o executivo.
O novo logotipo da empresa, como Hansen explica, é composto de um logotipo e de um símbolo. A fonte escolhida para escrever Microsoft é a Segoe, a mesma utilizada nos produtos da empresa e em suas comunicações. Já o símbolo traz algumas heranças da marca, como se pode observar na escolha das cores (remetendo aos primórdios do Windows, óbvio), e também a vontade de representar, com a variedade de cores, o portfólio diversificado da companhia. Vale lembrar que também nesta quinta-feira o Windows 95, um dos produtos mais populares da empresa de Bill Gates, comemora 17 anos de seu lançamento. Lembra do logo?


Fonte: Tecnologia Msn


Recarregue seus gadgets via USB em menos tempo

Recarregar a bateria de um smartphone usando a porta USB do notebook é prático, mas não é rápido. Veja como ser mais eficiente.


A maioria dos smartphones, câmeras digitais, MP3 Players e outros pequenos gadgets tem uma coisa em comum: suas baterias podem ser recarregadas através de uma porta USB. Como resultado, muitos usuários recarregam as baterias de seus aparelhos plugando-os em notebooks ou desktops. É um método conveniente, mas também lento.
Isso acontece porque uma porta USB 2.0 típica consegue entregar uma corrente máxima de 500 miliampéres (mA). Mas um carregador de parede de um smartphone pode entregar 900 mA ou 1.000 mA. Como a corrente é menor num PC, o tempo de carga é maior.
Ou seja, se você quer recarregar a bateria de seus gadgets mais rapidamente, use um carregador de parede. Um carregador automotivo (daqueles plugados no acendedor de cigarros do carro) também é mais rápido que a porta USB de um PC, já que consegue entregar uma corrente entre 1.000 e 2.1000 mA.]
Carregadores de parede como este recarregam seu gadget mais rápido que a porta USB do PC

Você pode comprar carregadores de parede extras em quase qualquer loja ou site especializado em eletrônicos, e eles são baratos. Só não se esqueça de verificar a corrente máxima: prefira os modelos capazes de entregar 1.000 mA ou mais. Há modelos baratinhos que entregam a mesma corrente de uma porta USB e não são mais eficientes. E mesmo que a embalagem diga “para iPhone”, se ele tiver uma porta USB padrão irá funcionar em qualquer aparelho. 
Há uma exceção: tablets grandes como o iPad usam baterias imensas, e portanto precisam de carregadores mais potentes para recarregá-las rapidamente. O carregador original de um iPad entrega 2.100 mA, e embora você possa usar um carregador menos potente a bateria irá levar muito mais tempo para ser carregada.
Ou seja, se você está com pressa esqueça as portas USB 2.0 de seu computador e use um carregador de tomada. A não ser que você tenha um notebook ou desktop com portas USB 3.0: elas podem entregar 900 mA, ou seja, são tão eficientes quanto um carregador de parede. É mais um motivo para exigir este recurso em seu próximo PC.
Fonte: PCWORLD

Google passa a exibir resultados do Gmail nas buscas

Em um movimento de profunda integração de seus serviços, o Google passou a permitir que usuários incluam resultados de sua caixa de entrada do Gmail nas buscas feitas por meio do site do buscador.
Resultados como dados de contatos e dados de tíquetes aéreos, além de texto simples, todos oriundos dos assuntos e das mensagens são apresentados à direita do restante dos links das buscas. 
Gmail Field, capacidade do Google de mostar informações resgatadas na caixa de entrada de e-mail do usuário nas buscas comuns; ainda em fase de testes, deve se tornar padrão 

A funcionalidade, chamada Gmail Field, ainda está em fase de testes, mas é possível que usuários do Google anglófono a experimentem por meio deste link.
A ideia do Google é tornar uma "busca universal" o padrão para todos os seus usuários. O usuário terá a opção de ocultar resultados de seu e-mail.
"O Gmail é quase maior que todo o resto de nossa presença na web e continua a crescer", disse Sagar Kamdar, diretor de produtos de busca do Google ao site "The Next Web".
Kamdar disse que a expansão da busca em direção ao e-mail é "natural" para a empresa.
A medida segue a introdução da "Knowledge Graph" (barra que dá respostas rápidas), anunciada em maio e atualmente disponível para usuários do Google anglófono. 

Fonte: Folha de São Paulo - Tecnologia

YouTube lança ferramenta para borrar rostos em vídeos

Se você vai fazer um vídeo no YouTube e não quer mostrar o seu rosto ou de alguma outra pessoa que apareça nele, agora isso é possível e bem fácil. O site lançou, nesta semana, mais uma nova ferramenta para o seu editor de vídeos. Com ela, os usuários podem “borrar” as faces que não quiserem que apareçam em suas filmagens.


Borrar rostos agora é uma realidade no YouTube (Foto: Reprodução)Em nota oficial no seu site, o YouTube destacou que esta é uma medida de segurança para quem publica vídeos na Internet. Em muitos casos, menores de idade ou pessoas que não autorizaram a exibição de suas imagens aparecem em filmagens sem restrição. Com a nova ferramenta, qualquer pessoa que gravar um vídeo e publicar no site, poderá evitar maiores problemas simplesmente borrando os rostos de quem aparece em suas filmagens. Especialistas acreditam que esta novidade dá um grande incentivo a um número ainda maior compartilhamento de vídeos no YouTube. Segundo eles, muita gente ainda tem receio de se expor na Internet e também revelar fatos polêmicos que acontecem ao alcance de suas lentes mostrando os rostos das pessoas envolvidas – o que pode acabar gerando até um processo judicial. Obviamente, esta funcionalidade já está presente em muitos editores de vídeo. Porém, a grande maioria dos usuários do YouTube é formada por usuários ocasionais. Por isso, cada vez mais, o site vem incrementando a sua ferramenta de edição para agradar a todos os usuários.
Fonte: TechTudo

A estrela azul de Juan Miró

O quadro "Estrela Azul" (1927), de Miró
Como anunciado no início do ano, o avatar da Canopus seria trocado algumas vezes ao longo de 2012, em homenagem aos 15 anos da agência. Depois de Van Gogh com sua belíssima "Noite Estrelada" agora é a vez do espanhol Juan Miró com "Estrela Azul".
Descrito pelo próprio Miró (1893-1983) como um ponto de inflexão em sua trajetória artística, "Estrela Azul" possui símbolos e elementos surrealistas que o pintor repetiria em suas obras posteriores. A cor azul influiu não só em seus trabalhos posteriores, mas nas obras de outros artistas, como o letão Mark Rothko (1903-1970) e o francês Yves Klein (1928-1962).
"É um dos trabalhos mais importantes de Miró, porque representa a transição entre a arte figurativa e a abstrata", afirmou Helena Newman, responsável pelo departamento de Arte Impressionista e Moderna da Sotheby's. A especialista ressaltou que os trabalhos do pintor no período de "Estrela azul" são "modernos, atemporais e refletem um rico universo", qualidades que, em sua opinião, transformam essas pinturas no tipo de obra que os colecionadores internacionais de hoje em dia estão procurando.
"Estrela Azul" já tinha batido o recorde de cotação para uma obra de Miró em 2007, quando foi arrematado em 11,6 milhões de euros (R$ 30,1 milhões) em Paris. O lance, no entanto, foi superado em fevereiro deste mesmo ano pelo quadro "Poema Pintado", de 1925, vendido por 16,8 milhões de libras (R$ 54,2 milhões).
A obra de Miró entrou para a série de recordes batidos nos últimos meses em um mercado da arte em efervescência, no qual uma versão de "O Grito" rompeu em maio todos os registros dos leilões de arte ao ser comprado por US$ 120 milhões (R$ 247,5 milhões).
Além de "Estrela Azul", o quadro do também espanhol Pablo Picasso "Homem Sentado" (1972) foi arrematado no mesmo leilão londrino desta terça-feira em 6,2 milhões de libras (R$ 20 milhões).

Disney lança coleção de bonecas inspiradas em suas vilãs


Os produtos estarão disponíveis para a compra a partir de setembro em lojas dos Estados Unidos e Europa, além da Disney Store

Cada boneca custará US$ 79,50

Disney criou uma edição limitada com seis modelos de bonecas inspiradas nas vilãs dos seus clássicos.
Ao todo serão 13 mil unidades de cada uma das escolhidas: Cruella de Vil (101 Dálmatas), Malévola (A Bela Adormecida), Mamãe Gothel (Rapunzel), Rainha de Copas (Alice no País das Maravilhas), Rainha Má (Branca de Neve) e Úrsula (A Pequena Sereia).
O lançamento será usado também como uma forma de reforço de marca, além de atender o público crescido e até mesmo aqueles que preferem as vilãs. 
Os produtos estarão disponíveis para a compra a partir de setembro em lojas dos Estados Unidos e Europa, além da Disney Store. Cada boneca custará US$ 79,50.
A coleção completa também pode ser adquirida sob encomenda pelo site, a partir do dia 20 de agosto.
Fonte: Exame

O Vitória lança sensacional campanha de doação de sangue


A nova campanha do Vitória por doação de sangue está virando um case de sucesso. Fugindo das campanhas convencionais, a ação chegou ao uniforme do clube.
A campanha “Meu sangue é rubro-negro” tem como objetivo levar o maior número de pessoas a doarem sangue e trazer de volta o vermelho do uniforme. Por este motivo, o uniforme que o clube já utilizou na partida de sábado é preto e branco.
Na medida que as doações avançam, o tradicional vermelho do Vitória voltará as faixas horizontais do uniforme. A expectativa da diretoria é que o uniforme esteja com o vermelho de volta em quatro rodadas.
Para contribuir com a campanha, o torcedor deve acessar o site www.meusanguerubronegro.com.br e ficar por dentro dos postos de doação credenciados.
Em uma ação muito importante de doação, o Vitória mostra ao futebol brasileiro que ações de cunho social também devem ser criativas e envolventes, engajando ainda mais o público e tornando-se um case de sucesso.

Fonte: mktesportivo.com

Veja 10 dicas para melhorar o desempenho do site de sua empresa

Especialistas ensinam técnicas para otimizar resultados em ferramentas de busca como o Google e gerar mais negócios

Se você pensa que apenas os sites de grandes empresas têm chances de ficarem entre os mais bem colocados nos resultados de buscas na Internet, está na hora de rever seus conceitos. Hoje, uma série de estratégias aplicadas à estrutura das páginas pode ajudar a potencializar a visualização do site e, consequentemente, a atrair mais clientes. Esse trabalho de otimização de resultados é chamado SEO (Search Engine Optimization) e tem sido utilizado pelos webdesigners como um guia na hora de fazer programações. 

O iG consultou especialistas em SEO e selecionou 10 dicas práticas para montar um site mais atrativo aos buscadores. 

Técnicas de SEO podem melhorar o desempenho do site de sua empresa em bucadores como o Google.

1) Rapidez é fundamental: O tempo que uma página demora para carregar é um elemento importante para o Google. Segundo especialistas da área, uma espera superior a 10 segundos já é um sinal negativo e fará com que seu site perca posições nas listas de busca. Uma das formas para diminuir o problema é não usar fotos pesadas nas páginas.

2) Cuidado ao usar Flash: O software que ajuda a criar animações e páginas da internet pode não ser muito interessante aos buscadores. O perigo, na verdade, está em desenvolver todo o site nesta plataforma, já que o Google não irá “ler” as diversas páginas que estiverem incluídas dentro do programa. Por isso, o indicado é fazer cada página em html. “Ao usar Flash em tudo, o site não ficará tão interativo e os buscadores só lerão uma “url” quando poderiam ser várias. O ideal é colocar o que for realizado neste programa inserido nos códigos ‘html’”, diz Ana Carolina Costa Martins, especialista em SEO.
3) Organize os assuntos por páginas: Para melhorar a imagem de seu site nos buscadores procure sempre agrupar temas comuns em páginas específicas. Ou seja, quando falar sobre a decoração de quartos infantis, por exemplo, coloque nesta área textos e imagens relacionados para aumentar sua importância. Além disso, marque algumas frases com links para levar o visitante a outras páginas do site.

4) Use títulos coerentes: Para o Google, é muito importante que os títulos das páginas tenham ligação direta com o conteúdo apresentado. Se o texto falar sobre jardinagem e o título for “Saiba como decorar um quarto”, o buscador não entenderá a relação. Por isso, não invente nomes sem contexto e verifique se a url mostra uma ideia clara sobre o assunto. “Para evitar erros na divulgação use urls de 50 a 60 caracteres e que sejam funcionais. Colocá-las em modo reduzido é uma tática interessante nas redes sociais, mas para os buscadores não”, afirma Ronny Nascimento, diretor da Flex Interativa empresa de SEO.
 5) Fique atento aos códigos: Na hora de fazer a programação, todo cuidado é pouco. Segundo especialistas, colocar “metatags” (palavras que funcionam como orientação aos buscadores sobre o conteúdo do site) no código fonte das páginas melhora a avaliação do Google. Este recurso não é visualizado pelos leitores e deve ser incluído em todo início de página, colocando palavras que levariam ao site em uma possível busca pela internet.

6) Use fotos com nomes descritivos:
Como o leitor do Google não identifica imagens, é preciso que as fotos sejam nomeadas de modo mais descritivo possível. Sendo assim, ao fazer a estrutura do site, verifique como salvou as imagens no computador e confira os códigos programados.

7) Evite as repetições
: Criar páginas de conteúdo parecido não aumenta a visibilidade. Ao contrário, em situações como estas, os buscadores juntam os temas comuns e os reconhecem em uma única página. Para que o site não perca espaço nos buscadores, evite repetições de parágrafos e use textos de autoria própria.

8) Enriqueça a produção
: Quanto mais conteúdo o site apresentar, mais relevante será aos olhos dos buscadores. Por isso,utilize assuntos que complementem a ideia principal. Se a empresa for uma clínica de estética, por exemplo, apresente os serviços e disponibilize dados sobre beleza e saúde. “Também pense no que colocar na home, já que o Google rankeia melhor o que estiver na página principal. Mas cuidado para não colocar muita informação e prejudicar a visibilidade”, afirma Fábio Ricotta, co-fundador da empresa Mestre Search Engine Optimization.

9) Utilize palavras-chave:
Outra tática que pode melhorar o desempenho de seu site nas buscas é distribuir palavras relacionadas ao conteúdo principal em textos, títulos, urls e legendas de fotos. Para escolher as palavras-chaves imagine como os leitores chegariam ao produto ou serviço oferecido em uma possível busca na internet. Mas, lembre-se: seja natural. “O principal erro dos empreendedores é associar palavras com conteúdos diferentes. Isso prejudica a análise do Google”, afirma Nascimento.

10) Cuide da sua reputação
: Quando outros veículos utilizam seu site como referência e o linkam em conteúdos próprios, eles ajudam a elevar a posição do site nas listas de busca. Isto, entretanto, deve acontecer naturalmente para que não haja o risco de ser caracterizada fraude.

Fonte: Bruna Bessi, iG São Paulo

Sem avisar usuários, Facebook muda "e-mail padrão" da timeline por conta @facebook.com


Logotipo do Facebook refletido no olho de uma mulher; rede social mudou e-mail padrão de perfis

Recentemente, o Facebook alterou o "e-mail padrão" exibido na linha do tempo dos perfis da rede social para um com domínio “@facebook.com”. Com isso, caso alguém acesse o perfil de algum usuário, o e-mail visível será o do Facebook e não o que estava cadastrado anteriormente. No caso de usuários que não tinham criado um e-mail da rede social, o Facebook criou endereços automaticamente. As informações são da versão eletrônica da revista americana “Forbes”.
Apresentado em 2010 como grande concorrente do Gmail (plataforma de mensagens eletrônicas do Google), o serviço de e-mail do Facebook passou a ser o único visível na linha do tempo dos perfis da rede social sem alarde. A caixa de entrada do e-mail do Facebook fica na área de mensagens da rede. Em caso de notificação, o usuário continuará a receber mensagens em seu e-mail cadastrado anteriormente. 
Segundo Ashkan Soltani, especialista em segurança entrevistado pela “Forbes”, é “um pouco suspeito que a rede social tenha trocado automaticamente o endereço de e-mail padrão sem consentimento dos usuários.”
Consultado pela reportagem, um porta-voz do Facebook disse que este processo tem ocorrido desde abril. No entanto, não especificou quando exatamente que o endereço de e-mail “@facebook.com” passou a ser o padrão. Além disso, ele informou que a companhia, em breve, vai liberar configurações que dão às pessoas a opção de decidir qual endereço cada usuário quer mostrar em sua linha do tempo.
“Desde que lançamos a linha do tempo, as pessoas têm a habilidade de controlar as informações que querem mostrar ou esconder em suas timelines. E hoje nós estamos estendendo isso a outros dados que elas postam, começando com o Facebook Address [nome do serviço que engloba o e-mail do Facebook]”, informou Andrew Noyes, porta-voz do Facebook.
A ideia, com um e-mail próprio do Facebook, é que o usuário da rede social passe ainda mais tempo no site. Atualmente, por estarem acostumados com outros serviços, os usuários da rede acabam acessando outras soluções como Gmail, Yahoo, Hotmail, etc.

Fonte: UOL Tecnologia

Diretor do Facebook fala das redes sociais como ferramenta de engajamento em evento na Rio+20

Leonardo Tristão falou sobre como o Facebook pode ajudar nas soluções de problemas
Como as redes sociais podem ajudar na solução dos problemas do mundo? Foi com base nessa pergunta que Leonardo Tristão, diretor de negócios do Facebook na América Latina, falou que o site pode ser uma ferramenta que ajuda na conexão e engajamento de pessoas e ideias. A palestra fez parte da Rio+Social, evento que acontece nessa terça-feira (19) de forma paralela a Rio+20.
Em uma rápida palestra, ele afirmou que as redes sociais dão oportunidade às pessoas transmitirem suas palavras e histórias para o mundo. Ele acredita que o uso do Facebook como ferramenta de comunicação pode ajudar na resolução de alguns dos problemas do mundo atualmente: “É possível se conectar e engajar a audiência para as suas causas.”
Leonardo usou exemplos para mostrar que organizações e pessoas são capazes de criar movimentos relevantes para a melhora da sociedade. Ele citou o caso do metrô de Higienópolis, em São Paulo. Naquela ocasião, moradores do bairro nobre pressionavam a prefeitura contra a construção de uma linha de metrô no bairro. Eles afirmavam que a construção da obra traria “gente diferenciada”.
Após a declaração dos moradores do local, foi criada uma página com um evento de protesto. Ao todo, 50 mil pessoas foram mobilizadas em um “churrascão de gente diferenciada”. Segundo Leonardo, a pressão na rede social ajudou a prefeitura a manter a decisão da construção do metrô no local.  
Segundo Leonardo, 30 milhões de pessoas estão conectadas a organizações sem fins lucrativos através do Facebook. “Nós cada vez mais vamos tentar dar voz para as pessoas que tentam tornar um mundo melhor”, diz. As palestras da Rio+Social podem ser acompanhadas no site oficial do evento. 

Fonte: UOL Tecnologia

Facebook lança sua 'loja de aplicativos' com mais de 600 opções

Facebook lançou a sua loja de aplicativos, em evento para a imprensa norte-americana, na noite da última quinta-feira (7). A "App Center" já está disponível e conta com mais de 600 aplicativos para iOSAndroid e acesso via internet. Entre eles, estão os já famosos Netflix, Pinterest, Draw Something, Foursquare, The Sims Social e vários outros.


Primeira página da App Center (Foto: Reprodução/TechTudo)

Esta "loja virtual" do Facebook servirá como um guia dos aplicativos disponíveis para seu celular, redirecionando para o mesmo quando for necessário. Ele poderá detectar os appsdisponíveis na internet e vai sugerir opções de acordo com o seu sistema operacional móvel.
Ao contrário do que acontece nas respectivas lojas oficiais, a "App Center" do Facebook mostrará os aplicativos mais indicados pelos seus amigos, o que torna a escolha mais social e restringe a oferta. Deste modo, cada usuário poderá ter uma experiência diferente ao acessar a loja.
O usuário que tiver interesse poderá acessar o Facebook App Center através dos aplicativos "mobile" para iOS e Android, ou através do navegador do celular apontando para Facebook.com. Vale ressaltar que, ao escolher um aplicativo, o dono do celular será encaminhado para o Google Play ou Apple App Store para realizar o download, se quiser.
Regras para desenvolvedor
Caso um desenvolvedor queira o seu aplicativo disponível na "App Center", deverá criar uma página com todas as informações necessárias, e esperar a aprovação do Facebook. Só depois desse processo o produto estará disponível para o público, porém, a prioridade no começo será para os desenvolvedores que fizeram o referido cadastro antes do dia 18 de maio.
Página do Cinamagram na App Center (Foto: Reprodução/TechTudo)

Interface simples, mas sem busca
Ao acessar a página do Facebook App Center, via navegador, você encontrará uma lista de categorias para os aplicativos disponíveis, e essa lista pode ser filtrada por apps para celular, internet ou tudo junto. Entretanto, não há uma busca individual para a loja. Para achar algum aplicativo, o usuário terá que navegar pelas opções indicadas, como as já citadas categorias, ou pelas abas de indicações mais populares ou de amigos.
Ao escolher um aplicativo, o usuário acessará uma página com todas as informações sobre ele. Neste local, basta clicar no botão "Send to mobile" para que o Facebook envie uma mensagem para o seu respectivo app no celular. Quando a mensagem chegar no seu celular (veja a imagem ao lado), basta tocar nela que o usuário será redirecionado para a página do aplicativo dentro da App Store, no caso do iPhone. A partir deste ponto, basta seguir o procedimento normal de instalação.

Fonte:Tech Tudo






Google Maps deve ganhar recurso 3D



O serviço ganharia uma camada em três dimensões, tanto para desktops quanto celulares

Sites especializados no Google afirmam que a novidade será mesmo os mapas em 3D, já que a apresentação estará a cargo de Brian McClendon, vice-presidente do setor.

O Google pode estrear nesta semana uma nova versão do Google Maps. O serviço ganharia uma camada em 3D, tanto para desktops quanto celulares.

A empresa de buscas – que convocou a imprensa para a demonstração de um novo serviço na quarta-feira em São Francisco, Califórnia, (EUA) – escreveu no convite que o Google Maps terá uma nova dimensão.
 
Sites especializados no Google afirmam que a novidade será mesmo os mapas em 3D, já que a apresentação estará a cargo de Brian McClendon, vice-presidente do setor de Google Maps e Google Earth.
 
Apple – O evento do Google vai acontecer uma semana antes do WWDC, a conferência de desenvolvedores da Apple que acontece no dia 11 de junho. A apresentação, inclusive, seria uma provocação à empresa de Tim Cook.
 
A Apple tem planos de anunciar no seu evento um software de mapas próprio, inclusive com recursos 3D. Ele será usado para substituir o serviço do Google que equipa o sistema iOS atualmente.
 
Com o lançamento antecipado, o Google tiraria o brilho da novidade da Apple. E também daria uma resposta à empresa de Cupertino, que não quis ficar com seu serviço por considerá-lo ultrapassado.


Fonte: Exame



 
Agência de Comunicação, Publicidade, Design e Web